botox

Toxina Botulínica Tipo A

Cosmiatria > Toxina Botulínica Tipo A

Toxina Botulínica Tipo A

Rejuvenescimento facial ( atenuaçao das linhas de expressões dinâmicas da face, reposicionamento das sobrancelhas, melhora dos olhos cansados)

Rejuvenescimento do pescoço ( tratamento do músculo platisma – efeito Nefertite).

O efeito tem duração de 4 a 6 meses, devendo ser reaplicado nesse intervalo. Seu uso prolongado é considerado um tratamento eficaz e seguro.

Hiperhidrose axilar (duração de 8 a 12 meses)

boca

Preenchimento Facial

Cosmiatria > Preenchimento Facial

Preenchimento Facial

Técnica realizada para repor volumes que se perdem e reparar imperfeições adquiridas ao longo da vida. 

Tem como objetivo tratar rugas estáticas, repor volume facial, melhorar seus contornos e formas. Feito em pequenas quantidads, estrategicamente colocado para resultados naturais e harmônicos.

O ácido hialurônico é um preenchedor seguro e natural, que repoe essa substância que é fabricada pelo prório organismo, mas que tem sua produção diminuida ao passer dos anos.

Preenchimento de sulco nasogeniano e bigode chinês
Preenchimento de lábios
Preenchimento de olheiras

Volumização facial:

Reposicionamento da projeção maxilar, de mento e harmonização de contornos faciais.

Volumização do dorso das mãos:
Correção do efeito cadavérico que acontece ao longo dos anos, ou apenas hidratação da área.

skin

Rejuvenescimento SkinBooster

Cosmiatria > Rejuvenescimento SkinBooster

Rejuvenescimento SkinBooster

Reestruturação da derme, devolvendo a hidratação, firmeza e turgor perdidos ao longo dos anos. Não é um preenchedor.

Áreas de tratamento: Rosto, pescoço, colo e mãos.

Melhora a hidratação e elasticidade da pele e suaviza rugas e marcas.

Reservatório hídrico de longa duração.

Procedimento minimamente invasivo a base de ácido hialurônico, com resultados suaves e harmônicos que podem ser associados a outro tratamentos.

Tratamento com 3 sessões mensais e manutenção a cada 4 a 6 meses.

https://www.galdermaaesthetics.com/skinbooster-natural-antiage-antiwrinkle-boost-hydration-radiant-skin

Antes e Depois
peeling

Peelings Químicos

Cosmiatria > Peelings Químicos

Peelings Químicos

O Peeling Químico é uma técnica usada para melhorar a aparência da pele. Uma solução química é aplicada na pele, provocando a sua separação, descamação e o surgimento de uma nova pele mais lisa e menos enrugada que a pele antiga. E ela ainda pode ser igualada na cor.

O uso de ácidos pode auxiliar no tratamento de manchas na face como o melasma e melanoses, atenuar sinais de envelhecimento da pele e rugas finas, contrair os poros abertos, e ainda controlar a oleosidade na face e diminuir cicatrizes de acne superficiais. O uso dos ácidos sobre áreas de estrias também pode atenuar as lesões.

Os ácidos mais usados são: retinóico, salicílico, glicólico, lático, tricloroacético e mandélico.

Os peelings químicos podem ser superficiais, médios e profundos. Os resultados são mais aparentes quanto mais profundos, assim como aumentam também os riscos e o desconforto durante o peeling e no pós-peeling.

Bons resultados podem ser obtidos com vários peelings superficiais seriados, realizados a pequenos intervalos. A descamação subsequente costuma ser fina e não chega a atrapalhar o dia a dia. Os peelings superficiais melhoram a textura da pele, clareiam manchas e atenuam rugas finas, além de estimular a renovação do colágeno que dá melhor firmeza à pele.

Os peelings médios provocam descamação mais espessa e escura, necessitando cerca de 7 dias para retorno à vida normal, porém são mais indicados quando a pele já apresenta asperezas como as ceratoses (lesões pré-cancerosas) e rugas mais pronunciadas.

Os peelings médios renovam a camada superficial da pele, clareando manchas e alterações de superfície da pele, como rugas, algumas cicatrizes de acne e as ceratoses.

DEPILACAO

Depilação a Laser

Cosmiatria > Depilação a Laser

Depilação a Laser

Permite livrar-se dos pêlos indesejáveis de forma eficaz em quase todas as áreas do corpo.

Durante a remoção os pelos, o laser é atraído pela melanina do folículo piloso. Ao atingir a raiz, a luz é absorvida pelo pigmento e isso o enfraquecerá ou destruirá.

Dependendo da área tratada, o procedimento pode durar apenas alguns minutos.

O número de sessões dependerá da área tratada, da densidade dos pelos e do ciclo de crescimento deles. As várias sessões são necessárias, pois o laser atinge o folículo quando o pelo está na fase de crescimento e o enfraquece.

O resultado do tratamento varia de paciente para paciente, pois fatores como cor da pele, cor do pelo, espessura do pelo são determinantes. De modo geral 80% dos pelos são eliminados. Após as sessões você pode retornar a suas atividades imediatamente.

Proteção solar é recomendada em todas as áreas expostas do corpo.

laser

Luz Intensa Pulsada

Cosmiatria > Luz Intensa Pulsada

Luz Intensa Pulsada

O Fotorejuvenescimento com luz pulsada (IPL) atenua rugas e sinais da idade, elimina manchas e pequenos vasos, deixando a pele mais saudável e jovial.

cirurgica

Dermatologia Cirúrgica

Dermatologia > Dermatologia Cirúrgica

Dermatologia Cirúrgica

A Cirurgia Dermatológica é a área da Dermatologia que abrange todos os procedimentos realizados na pele ou no tecido subcutâneo.

Grande parte dos procedimentos mais conhecidos em Cirurgia Dermatológica é minimamente invasivo, requer apenas anestesia local e exige pouco tempo de recuperação.

Alguns dos procedimentos realizados são:

  • Biópsias
  • Eletrocauterização
  • Curetagem
  • Cauterização Química
  • Criocirurgia
  • Remoção de Pintas
  • Remoção de Verrugas
  • Remoção de Cistos
  • Remoção de Lipomas
  • Remoção de Tumores

Fotos dos procedimentos em:

 

Pele

dermatoscopia

Dermatoscopia Digital

Dermatologia > Dermatoscopia Digital

Dermatoscopia Digital

O uso de um dispositivo com uma lente de aumento, e luz polarizada, ligado a um computador com software específico, ajuda a avaliar melhor as “pintas” e “sinais” na pele.

Através desse exame, é possível uma análise detalhada das lesões de pele, detectar precocemente o câncer de pele, e monitorar as lesões suspeitas. É especialmente útil no diagnóstico precoce do melanoma. Após esse exame o médico pode sugerir uma biópsia da lesão suspeita, ou descartar a necessidade de uma biópsia.

Pacientes que já tiveram um câncer de pele ou com história familiar de câncer de pele, devem fazer um acompanhamento com seu dermatologista afim de detectar precocemente novas lesões.

oncologica

Dermatologia Oncológica

Dermatologia > Dermatologia Oncológica

Dermatologia Oncológica

A Dermatologia Oncológica é responsável pelo diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de pele, sabidamente, o tipo de câncer mais frequente no Brasil.

O dermatologista é o profissional mais indicado para reconhecer os primeiros sinais de alerta para o câncer de pele.

Examinar periodicamente o corpo dos pacientes e identificar lesões suspeitas de câncer da pele, usando o diagnóstico por imagens, exames não invasivos, como o mapeamento corporal total e a dermatoscopia digital, são medidas usadas para mapear áreas e lesões suspeitas, mesmo aquelas que nem podem ser vistas a olho nu.

O câncer da pele pode se assemelhar a pintas, eczemas ou outras lesões benignas. Somente um exame clínico feito por um médico especializado ou uma biópsia podem diagnosticar o câncer da pele, mas é importante estar sempre atento aos seguintes sintomas:

  1. Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
  2. Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  3. Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Os três mais comuns tipos de câncer da pele são: carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. Para auxiliar na identificação dos sinais perigosos, basta seguir a Regra do ABCD. Mas, em caso de sinais suspeitos, procure sempre um dermatologista. 

Nenhum exame caseiro substitui a consulta e avaliação médica.

Fotos da Regra do ABCD em:

Câncer da pele

dermatologia

Dermatologia Clínica

Dermatologia > Dermatologia Clínica

Dermatologia Clínica

Um dermatologista bem capacitado é capaz de diagnosticar, tratar e prevenir doenças da pele, cabelos e unhas, além de algumas doenças que acometem a mucosa bucal e genital.

Atua em todos os processos fisopatológicos que envolvem a pele: desde simples infecções, reações auto-imunes, inflamatórias, e tumores. Entre eles: acne (espinhas), alergias, vitiligo, psoríase, queda de cabelos, micoses, hanseníase, câncer da pele, DST ( doenças sexualmente transmissíveis) dentre outras.

Um diagnóstico preciso com tratamento adequado garante mais qualidade de vida, saúde e bem estar. Em alguns casos a abordagem precoce é fundamental. Nesses casos, procedimentos simples e eficazes podem levar desde a cura de um câncer de pele até a prevenção de cicatrizes inestéticas e desfigurantes.

Atualmente, o médico para se especializar em dermatologia, precisa cursar, além dos seis anos de medicina, mais dois a três anos de residência ou pós-graduação. Após este período, ele precisa passar em uma prova de Título de Especialista em dermatologia, concebido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Somente após a aprovação neste exame o médico é considerado especialista em dermatologia.

 

Fotos das doenças em:

https://www.sbd.org.br/pele